#b-navbar { display: none; }

quarta-feira, fevereiro 07, 2018

Advertências e conselhos do Doutor Van Helsing
contra a espécie predadora dos espelhos



Ninguém sabe quem fabrica estes vampiros em série.
De dia roubam-nos os olhares e os gestos.
De noite, escondem-nos o dia e não pedem resgate.
O tempo não passa por eles: eles são o Tempo.
Quando os teus espelhos tiverem fome dá-lhes de comer
o que te sobrar: uma ruga, uma olheira, um cansaço.
Nunca irão ficar saciados; vira-os contra a parede.
Às vezes, quando ninguém os vê, sofrem pesadas digestões
e então devolvem um bocado mais dos que engoliram.
De nada serve partir o seu reflexo: vão se multiplicar se os dividires.
A única maneira de matar um espelho é colocá-lo em frente a outro.
Ninguém sabe porquê, mas - ao reconhecerem-se - ficam cegos.



Jesus Jiménez Domínguez



 photo gregory-crewdson-01.jpg

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home