#b-navbar { display: none; }

quarta-feira, novembro 23, 2016

HEART ATTACK AND VINE (TOM WAITS)

(Para a Maria Sousa)

Caminhar cansa, mais vale
Ficar sentado a gerir os efeitos
Das lágrimas nas palavras
Ainda líquidas. Mais vale a
Caneta a atravessar o fumo
E a mansidão dos sabores.

Ir a pé arrasa com o fôlego, deixa
Os olhos fixos na calçada, sem
Vontade das montras. Se ouvíssemos
Apenas os sons do bilhar na sala
Ao lado, talvez a cerveja
Não nos caísse tão mal, talvez

O sono passasse e quiséssemos
Antes bailar ao som dos mais belos
Êxitos dos anos ‘80 ou coisa que o valha.
As metáforas são para quem
As não entende (o que faz um ás de espadas
preso ao fio do telefone?). Quem sabe

Onde fica Cahuenga, como lá chegar?
É claro que cansa e só não o sabem
Os que nunca pediram a Deus
O dom da descrença. Levanta a mão
E pede mais duas ou três das que fazem
A demora apurar a rouquidão.



Rui Almeida



 photo BrandiMD_1.jpg

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home