#b-navbar { display: none; }

quinta-feira, setembro 15, 2016

Dias que não são dias. São noites. Apressamo-los. Noites que são de novo dias. Despertamos extenuados. Nasceu o sol, mas nós, nós não amanhecemos. Deambulamos sem propósito esbarrando nas portas, nas esquinas da casa, na cadeira em que nos encontramos sentados. Tropeçando em nós próprios. Praguejando entredentes



Bénédicte Houart



 photo AnneeOlofsson_1.png

1 Comments:

Blogger Laura Ferreira said...

gosto imenso de tudo isto...

3/11/16 18:04  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home