#b-navbar { display: none; }

sexta-feira, janeiro 21, 2011

tradução caseira da lebre

Há muitos anos atrás nós todos nascemos
saímos como bolinhos enrolados
esquecendo a nossa peixidez
os mares de prazer,
o país de conforto,
espancados até aos oxigénios da morte,
Bom dia vida, dizemos quando acordamos,
Avé Maria café torradas
e nós (…) bebemos sumo
um sol liquido que se afunda.
Bom dia vida.
Acordar é nascer.
Lavar os dentes é estar vivo.
Fazer um movimento dos intestinos é também desejável.
Lálálá
É tudo rotina.




Anne Sexton




Photobucket

3 Comments:

Blogger Amélia said...

Para quando publicar as suas traduções de uma poetisa quase desconhecida, inclusive a n+ivel de ioutros pa+ises europeus?
Abraço amigo

21/1/11 08:55  
Blogger Alice Gabriel said...

A "peixidez" foi muito bem apanhada... Hats off! :)

21/1/11 12:18  
Blogger mar said...

volto
há algum tempo
aqui.
alice
é um conto
com rosto.

obrigada*

mar.

21/1/11 22:07  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home