#b-navbar { display: none; }

quinta-feira, setembro 10, 2009

Todas as pessoas foram morrendo, mais tarde ou mais cedo, de mortes diferentes que podem ter sido a chamada morte ou a chamada vida, e acabaram por desaparecer dentro de uma cova e cobertas de flores, ou talvez à superfície, na outra ponta da cidade (...). Foram-se tornando vagos habitantes de uma mente desmemoriada, como eram, que vozes tinham?





Maria Judite de Carvalho





Photobucket

2 Comments:

Blogger nils said...

Ò Lebre, olhe que é Judite... Como a ramona.

17/9/09 16:17  
Blogger lebredoarrozal said...

obrigada:)

17/9/09 23:59  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home