#b-navbar { display: none; }

quarta-feira, setembro 09, 2009

Amedeo Modigliani & Jeanne Hébuterne


amadeo:
certo dia, quando pintava o retrato de soutine e a mão deixara de me seguir, soutine disse-me:
- bebes para te matares.
e eu perguntei-lhe:
- e tu, soutine, o que te levou à tentativa de te enforcares?
saímos, depois, em silêncio para a rua. vimos o sena latejar sob as pontes e engolir as estrelas da imensa noite de paris.

jeanne:
soutine tinha razão. os anos passaram, não muitos, e amadeo tentara arranjar coragem para deixar de beber. foi inútil, e às vezes era violento - apesar de saber que eu nunca o abandonaria.

amadeo:
jeanne pressentiu que eu não precisaria de muito tempo para realizar a minha obra. sempre vivi como um meteoro.

soutine:
a 25 de janeiro de 1920, jeanne soube da morte de amadeo. refugiou-se num quarto em casa dos pais, num quinto andar. abriu a janela e saltou para junto dele.




Al Berto




Photobucket

3 Comments:

Blogger a cold zڠro said...

esboço um daqueles sorrisos sem proferir palavras. ;)*

9/9/09 03:38  
Blogger Frioleiras said...

maravilhoso..........

conhecia..


mas soube tão bem beber
palavra
a
palavra
escudada pelo encarnado do fundo e finita no retrato 'Jeanne' (por modiglisni.).

o curioso é que já gostei muito dele.

deixei de gostar.

e recomeçou
(há pouco tempo)
a apetecer-me....
de novo..

9/9/09 20:19  
Blogger lebredoarrozal said...

:)

11/9/09 02:53  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home