#b-navbar { display: none; }

terça-feira, julho 07, 2009

tradução caseira da lebre



Em que parte do corpo se situa o medo? Em que parte se multiplica? No centro do peito? No nascimento da garganta vai descendo até ao estômago, demora-se nas pernas, de preferência nos joelhos, e chega até aos pés, sobe de novo e castiga os braços, põe-lhe luvas nas mãos e um corpete ajustadíssimo no peito. Eu aconselharia não consultar nenhum espelho quando o medo põe a mão na garganta. A supressão do medo causa estragos.





Silvina Ocampo





Photobucket

3 Comments:

Blogger Frioleiras said...

roubo-te estas 'palavras'.............pelo muito que me tocaram ontem......

(desculpa-me...)

7/7/09 01:21  
Blogger T.H. said...

lembro-me de uma colega bastante, muito mesmo, mais sabida que eu - "o medo tem que existir" -
e de eu me interrogar - "até que ponto?"

7/7/09 01:55  
Anonymous sonâmbula insone said...

sufoca...

7/7/09 07:06  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home