#b-navbar { display: none; }

terça-feira, fevereiro 03, 2009

a cabeça em ambulância


Há feridas cíclicas há violentos vôos
dentro de câmaras de ar curvas
feridas que se pensam de noite
e rebentam pela manhã

ou que de noite se abrem
e pela amanhã são pensadas
com todos os pensamentos
que os órgãos são hábeis
em inventar como pensos

ligaduras capacetes
sacramentos
com que se prende a cabeça
quando ela se nos afasta

quando ela nos pressente
em síncope ou desnudamento
ou num erro mais espaços
ou numa letra mais muda
ou na sala de tortura

na sala escura, de infância




Luiza Neto Jorge




Photobucket

1 Comments:

Blogger Miguel Barroso said...

Belíssimo. Boa escolha.


Abraços d´ASSIMETRIA DO PERFEITO

3/2/09 18:48  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home