#b-navbar { display: none; }

terça-feira, janeiro 20, 2009

Ainda sei a tua morada, quando a releio no soletro dos números e sonetos, confundo-a de encontro aos atalhos do meu coração. Quanto mais te escrevo, de lugares e quereres divergentes, de saberes e deveres indiferentes, mais o gasto da memória se disfarça devagarinho na sola dos teus sapatos. Ainda sei o nome da tua rua.




Alice Turvo




Photobucket

4 Comments:

Blogger audrey said...

lindíssimo....................

20/1/09 02:33  
Blogger Filipa Júlio said...

é engraçado como estas fotografias do crewdson têm sempre um ar pós-apocalíptico, de momento suspenso a seguir ao caos, de sobrevivência. não me canso de olhar. são incrivelmente hipnotizantes.
mais uma óptima escolha!

20/1/09 11:18  
Blogger Tiago Henrique said...

não é à toa que agora passo cá diariamente. gosto.

20/1/09 23:22  
Blogger lebredoarrozal said...

obrigada:D

filipa, é mesmo isso.

23/1/09 01:08  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home