#b-navbar { display: none; }

quinta-feira, outubro 25, 2007

podes levar os dias que trouxeste

os pássaros soterraram agosto
e sem lugar um homem cega pela janela
o mar que jura ter tocado com o sangue

podia ter sido o amor se não tivesse vindo
tão directamente da sede
um duplo rosto de enganos e os braços
que saíram desertos

o eco da morte reverbera na pele
com que vejo a tua ausência encher as ruas
um choro de papel cai pela terra
e nunca foi tão tarde ser depois

daqui onde o grito surdo incendeia
a refutação da madrugada

donde o crânio esmaga o coração
um homem corta pela janela
a própria certeza de ter sido

não é tarde demais para uma manhã
que foi a enterrar em tantas noites


as escadas morreram de sede
a terra caiu em nunca

podes levar os dias que trouxeste



Pedro Sena-Lino



Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

4 Comments:

Blogger A. said...

Entrar nesta página é nunca sair desiludido.

25/10/07 11:39  
Blogger Just me said...

É entrar num imaginário que não nos pertence, mas sentimo-lo como fosse nosso.
Descobri-o à pouco, a minha visita tem sido regular.

25/10/07 17:25  
Anonymous Jorge A. S. said...

este blogue é um deslumbramento permanente como abrir a janela de uma casa que não se conhece e descobrir um verde desconhecido...

25/10/07 19:35  
Blogger lebredoarrozal said...

obrigada:)

26/10/07 13:46  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home