#b-navbar { display: none; }

sábado, dezembro 16, 2006

A estrutura da bolha de sabão, compreende? Não compreendia. Não tinha importância. Importante era o quintal da minha meninice com seus verdes canudos de mamoeiro, quando cortava os mais tenros, que sopravam as bolas maiores, mais perfeitas. Uma de cada vez. Amor calculado, porque na afobação o sopro desencadeava o processo e um delírio de cachos escorriam pelo canudo e vinham rebentar na minha boca.



Lygia Fagundes Telles


Photobucket - Video and Image Hosting

3 Comments:

Blogger ariel said...

Nossa!, eu me lembro de cortar as folhas do mamoeiro prá fazer o canudinho. Na boca ficava um misto de gosto de detergente com o gosto da folha do mamoeiro cortada.

Vocês de portugal fazem isso? Têm mamoeiro ou mamona(que também dava)?

17/12/06 01:57  
Blogger lebredoarrozal said...

não, não há:)

eu era mais com palhinhas:)

19/12/06 01:24  
Anonymous ana maria costa said...

adoro fazer bolas flutuantes com palavras de sabão.

26/12/06 09:28  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home