#b-navbar { display: none; }

quinta-feira, julho 13, 2006

a lebre descobre a lhasa no tubo

Con toda palabra

Con toda palabra
Con toda sonrisa
Con toda mirada
Con toda caricia


Me acerco al agua
Bebiendo tu beso
La luz de tu cara
La luz de tu cuerpo

Es ruego el quererte
Es canto de mudo
Mirada de ciego
Secreto desnudo

Me entrego a tus brazos
Con miedo y con calma
Y un ruego en la boca
Y un ruego en el alma

Con toda palabra
Con toda sonrisa
Con toda mirada
Con toda caricia

Me acerco al fuego
Que todo lo quema
La luz de tu cara
La luz de tu cuerpo

Es ruego el quererte
Es canto de mudo
Miranda de ciego
Secreto desnudo

Me entrego a tus brazos
Con miedo y con calma
Y un ruego en la boca
Y un ruego en el alma


Lhasa de Sela



2 Comments:

Blogger viriasman said...

Não quero socorro! Continuo apaixonado. Não quero socorro! Continuo apaixonado. Não quero socorro! Continuo apaixonado. Não quero socorro! Continuo apaixonado. Não quero socorro! Continuo apaixonado. Não quero socorro! Continuo apaixonado.

14/7/06 12:20  
Blogger salomé said...

engraçado,
descobrimos mais ou menos ao mesmo tempo. e também escolhi esta música. o vídeo é irrespirável.

parabéns pelo teu constante 'aquário' de poesia, de palavras, e de imagens - esses peixes subtis (hh)

16/7/06 13:31  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home