#b-navbar { display: none; }

domingo, junho 25, 2006

ela vigia com rosto de menina sem sono
o que da insónia é mobília gasta pelos olhos

sucessão de coisas dispostas sobre a cama
colchas brancas onde já não restam milagres

da infância sobraram fotografias
jogos onde a memória se entretém a inventar rotinas

como sombra no arredor dos olhos
em tempo de papoilas abrem-se as janelas ao vermelho
no trabalho de aprender a adormecer


Maria


Photobucket - Video and Image Hosting

5 Comments:

Blogger margarete said...

como é que continuo q dizer que gosto tanto do que escreves sem sentir que pode parecer um banal "gosto tanto"?

sabes... é um "gostar tanto" que apetece repetir em voz alta... colchas brancas onde já não restam milagres

muito bonito, lebre.

25/6/06 16:05  
Blogger hfm said...

Da memória e da poesia.

25/6/06 19:10  
Blogger mario said...

Li, li muito aqui, com os meus melhores olhos de muito ler :)

25/6/06 23:42  
Anonymous Anónimo said...

WILLIAM SHAKESPEARE:

"DEPOIS DE ALGUM TEMPO APRENDES A DIFERENÇA, A SUBTIL DIFERENÇA, ENTRE DAR A MÃO E ACORRENTAR UMA ALMA. E APRENDES QUE AMAR NÃO SIGNIFICA APOIAR-SE, E QUE COMPANHIA NEM SEMPRE SIGNIFICA SEGURANÇA. E COMEÇAS E APRENDER QUE BEIJOS NÃO SÃO CONTRATOS, E PRESENTES NÃO SÃO PROMESSAS. (…) E NÃO IMPORTA O QUÃO BOA SEJA UMA PESSOA, ELA VAI MAGOAR-TE DE VEZ EM QUANDO E PRECISAS PERDOA-LA POR ISSO. APRENDES QUE FALAR PODE ALIVIAR DORES EMOCIONAIS. DESCOBRES QUE SE LEVA ANOS PARA SE CONSTRUIR CONFIANÇA E APENAS SEGUNDOS PARA DESTRUÍ-LA, E QUE PODES FAZER COISAS NUM INSTANTE, DAS QUAIS TE ARREPENDERÁS PELO RESTO DA VIDA. APRENDES QUE VERDADEIRAS AMIZADES CONTINUAM A CRESCER MESMO A LONGAS DISTÂNCIAS. E O QUE IMPORTA NÃO É O QUE TU TENS NA VIDA, MAS QUEM TENS NA VIDA (…) DESCOBRES QUE AS PESSOAS COM QUEM MAIS TE IMPORTAS NA VIDA, SÃO TIRADAS DE TI MUITO DEPRESSA; POR ISSO, SEMPRE DEVEMOS DEIXAR AS PESSOAS QUE AMAMOS COM PALAVRAS AMOROSAS; PODE SER A ÚLTIMA VEZ QUE AS VEMOS (…) APRENDES QUE PACIÊNCIA REQUER MUITA PRÁTICA (…) APRENDES QUE QUANDO ESTÁS COM RAIVA TENS O DIREITO DE ESTAR COM RAIVA, MAIS ISSO NÃO DÁ O DIREITO DE SERES CRUEL. APRENDES QUE NEM SEMPRE É SUFICIENTE SERES PERDOADO POR ALGUÉM. ALGUMAS VEZES, TENS QUE APRENDER A PERDOAR-TE A TI MESMO. APRENDES QUE COM A MESMA SEVERIDADE COM QUE JULGAS, TU SERÁS EM ALGUM MOMENTO CONDENADO. APRENDES QUE NÃO IMPORTA EM QUANTOS PEDAÇOS TEU CORAÇÃO FOI PARTIDO, O MUNDO NÃO PÁRA PARA QUE O CONSERTES. E, FINALMENTE, APRENDES QUE O TEMPO, NÃO É ALGO QUE POSSA VOLTAR PARA TRÁS. PORTANTO PLANTA TEU JARDIM E DECORA A TUA ALMA, AO INVÉS DE ESPERAR QUE ALGUÉM LHE TRAGA FLORES. E PERCEBE QUE REALMENTE PODES SUPORTAR… QUE REALMENTE ÉS FORTE, E QUE PODES IR MUITO MAIS LONGE DEPOIS DE PENSAR QUE NĂO SE PODE MAIS. E QUE REALMENTE A VIDA TEM VALOR, E QUE TU TENS VALOR DIANTE DA VIDA! (…) E SÓ NOS FAZ PERDER O BEM QUE PODERIAMOS CONQUISTAR, O MEDO DE TENTAR!"

26/6/06 16:49  
Blogger viriasman said...

It feels like going: No comments, hare!

27/6/06 08:08  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home