#b-navbar { display: none; }

segunda-feira, junho 05, 2006

como se ainda voltasses
na luz improvável

efeitos de luz a deixar que a noite nos ilumine

feridos pelas estrelas
vamos pintando o longe com gestos lentos
na minha pele o aforismo das coisas todas

a meio do caminho entre vultos a adormecer
o clarão da cidade é feito de improvisos sobre lágrimas

e assim
olhos nos olhos
somos o espelho de arvores pássaros e sombra


maria


Photobucket - Video and Image Hosting

3 Comments:

Anonymous pedro said...

Andas a escrever de forma cada vez mais vaga; não é abstracta - é vaga. Não sei, mas parece-me que cada vez mais as frases dominam sobre o enredo. E isso é muito bom.

6/6/06 03:41  
Blogger viriasman said...

"feridos pelas estrelas". Belíssimo.

6/6/06 17:14  
Blogger lebredoarrozal said...

obrigada:)

7/6/06 01:27  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home