#b-navbar { display: none; }

quarta-feira, maio 24, 2006

quando se mistura insónia com reconhecimento o resultado só pode ser este


MULHERES


Desciam da cruz
Como aves de negro.
As asas abertas
Batiam soturnas
Na cinza de névoa
Das sombras nocturnas
E ousavam mistérios
De deuses secretos.

Mulheres ou bonecas.
Crianças ou velhas.
No barro das telhas
A chuva caía.
Caíam as folhas
Doiradas e secas.
Mulheres ou bonecas
Desciam da cruz
Na noite vazia.

Repetem-se os gritos
Represos mil anos.
Ecoam suspiros.
Ninguém sabe o rosto
Aos deuses tiranos:
Formigas, bonecas
De vozes tão roucas
Correndo, sofrendo,
Voando, voando.

Baloiçam-se negras
De véus e de Dores.
Nas asas de aviões
Que cortam as cores
Pregadas na cruz
- Infâncias que foram
De fadas e flores.


Natércia Freire


Photobucket - Video and Image Hosting

1 Comments:

Blogger margarete said...

«quando se mistura insónia com reconhecimento o resultado só pode ser este»

... e assim me deixaste emocionada

* * *


quero dizer aqui que essa imagem que usei foi prendinha que a lebre maria me deu :)

24/5/06 01:23  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home