#b-navbar { display: none; }

terça-feira, fevereiro 07, 2006

num sonho que talvez não seja
senão sono
uma porta fechada que talvez não seja
senão sombra
num quarto fechado que talvez não seja
senão um instante
uma cama que talvez não seja
senão um corpo

proponho-me a um tempo
onde as palavras talvez não sejam
senão versões de silêncio
finjo-te assim dito quando não te disse


eue



Image hosting by Photobucket

10 Comments:

Blogger maria said...

Muito bonito!!!
Abraço.

7/2/06 02:34  
Blogger João Villalobos said...

Gostei muito. Parabéns ao eue ;)

7/2/06 12:10  
Blogger my2face said...

estou sem palavras...
muito bom...

7/2/06 16:46  
Blogger margarete said...

o eue é assim! :)

7/2/06 19:36  
Blogger RAA said...

Muito bem!

7/2/06 22:50  
Blogger lebredoarrozal said...

fico sempre sem saber o que dizer!
obrigada:)

8/2/06 00:12  
Anonymous hmbf said...

Gostei deste poema. Mas se me permites um comentário, gostaria mais se a última quadra fosse assim:

proponho-me a um tempo
onde as palavras talvez não sejam
senão versões
finjo-te assim dito quando não te disse

9/2/06 00:18  
Blogger lebredoarrozal said...

claro que permito comentários:)
e realmente tens razão:)
obrigada

9/2/06 01:39  
Blogger maria said...

Leio e releio e gosto mais de cada vez que o faço. Para quê mudar o que está perfeito?
Abraço.

11/2/06 02:53  
Anonymous anáfora said...

belo* muito belo.

15/2/06 21:34  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home