#b-navbar { display: none; }

quinta-feira, fevereiro 23, 2006

mais uma traduçao caseira da minha Sexton


"Gostas de mim?"
Perguntei ao blazer azul.
Sem resposta.
O silêncio saiu ruidosamente dos seus livros.
O silêncio caiu da sua língua
e sentou-se entre nós.
e obstruiu a minha garganta.
E trucidou a minha confiança.
Despedaçou cigarros para fora da minha boca.
Trocámos palavras cegas,
e eu não chorei,
e eu não implorei,
mas a escuridão encheu os meus ouvidos,
a escuridão atacou o meu coração,
e algo que tinha sido bom,
uma espécie de oxigénio bondoso,
Transformou-se em gás de forno.

"Gostas de mim?"
Que absurdo!
Que raio de pergunta é essa?
Que raio de silencio é esse?
E porque é que eu ando a rondar,
intrigada com o que é que o silêncio dele disse?


Anne Sexton


Image hosting by Photobucket

12 Comments:

Blogger M.Azul said...

Olha Alice eu estou apaixonada por ti, sempre estive, mas não sou 'homossexual' (se fosse assumia, juro!)... Tenho andado num desatino, sem direito, todos os dias me tento concentrar neste assunto, isto é, se vale a pena lutar por esta paixão, já que sou heterossexual, descomprometida, uma pessoa séria e eticamente correcta (claro tirando aquelas maldades de carências e sedutoras de que já te falei, lembras-te?). Digo-te sempre estas coisas na blogosfera, porque não tenho aqui os meus amigos que me conhecem e tanta gente tentou gozar e desprestigiar a minha postura aqui! Claro que também senti o contrário e para esses vai um beijinho amigo do coração... Mas estava eu a dizer-te que todos os dias procura encontrar um 'norte' para esta paixão... tenta não me baralhares mais, só isso, pode ser?

23/2/06 12:42  
Blogger manuel said...

eu bem que ando a tentar meter a lebre na cama com outra mulher, mas é demasiado heterossexual a lebre. Infelicidade!!

23/2/06 13:41  
Blogger lebredoarrozal said...

valha-me deus! um poema tão bonito com comentários tipo novela das 8.

23/2/06 13:45  
Blogger M.Azul said...

Há novelas giras... as portuguesas parece que têm tido uns textos muito parvos e alguns até nada didacticos,como aquela morangos com açucar (não é assim que se chama? Eu raramente vejo televisão - vejo mais teatro e cinema e adoro entrar no palco ou no écran -, mas ouço os comentários de alguns amigos e quando faço um zapping pela TV fico atenta!), talvez dizendo isto sobre as novelas comecem a ter mais atenção aos expectadores e melhorem os guiões... Não ligues ao meu comentário A., a tua auréola é linda de morrer-isto diz tudo (mais matéria de novela ;))...

23/2/06 16:38  
Anonymous ana luisa said...

O post está lindo. surripiei o poema :)

23/2/06 18:34  
Blogger lebredoarrozal said...

o poema foi um dos ultimos que a anne sexton escreveu. é brutal.

23/2/06 18:45  
Blogger RAA said...

Belo, como de costume.

23/2/06 19:31  
Blogger maria said...

Bless Her for writing so well and bless You for such inspired translations!
Bjs.

23/2/06 19:52  
Blogger margarete said...

weird stuff :o


quanto ao post, faço minhas as plavars da maria :)

23/2/06 20:21  
Blogger lebredoarrozal said...

obrigada:)

23/2/06 22:09  
Blogger dama said...

Obrigada eu. Também me sinto intrigada pela Sexton, e ainda há-de entrar no nosso blog. Gostava que nos visitasses. Estamos agora a fechar o capítulo da Dickinson

24/2/06 12:13  
Blogger dama said...

E que imagens de espanto que tu tens!

24/2/06 12:14  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home