#b-navbar { display: none; }

sexta-feira, fevereiro 17, 2006

God, I wish I knew how to quit you!
Image hosting by Photobucket
Tell you what. The truth is...sometimes I miss you so much I can hardly stand it.

14 Comments:

Blogger margarete said...

Lebre, quando estávamos na sala do grande ecran qualquer coisa me fazia querer sair de lá, depois, quando saímos, fiz o caminho em automatismo

foste tu, agora que não te posso dar aquele abraço pq já dissémos "até amanhã" que me induziste o click sobre a montanha

amanhã não me escapas!

(disse aqui um parêntisis sobre a tua beleza, mas apaguei, desculpem-me os outros "vistantes", guardo para mim)

boa noite.

17/2/06 03:04  
Blogger margarete said...

MARGARETE! quantas vezes já te disse que é "parêntEsis" e não "parêntIsis"?! huh?! sua assassinadora de Línguas bonitas!

castigo, escrever 100x:

parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis
parêntesis

17/2/06 03:09  
Blogger lebredoarrozal said...

só este parêntesis para me fazer rir:)
:)*

17/2/06 03:14  
Anonymous dolphin.s said...

o que este filme me fez....

17/2/06 12:04  
Blogger lebredoarrozal said...

eu acho que ainda não recuperei...

17/2/06 14:12  
Anonymous dolphin.s said...

n se recupera....

17/2/06 15:00  
Blogger lebredoarrozal said...

a quem o dizes, até ver este post me é doloroso..

17/2/06 16:31  
Blogger RAA said...

É, sem dúvida, uma das cenas mais comoventes do filme, que, aliás, trata o assunto muito bem (parece-me), com sobriedade, sem esquecer a parte feminina do problema...

18/2/06 01:11  
Blogger maria_pao said...

Este abraço ao amor existente mas sem corpo, no filme, é comovente, forte,triste - indescritível. Que beleza a desta imagem! Por mim, devia estar feliz, mas também estou muito comovida e um pouco perdida aqui neste post.

18/2/06 03:26  
Blogger A Rapariga said...

I Wish I Could...

Um dos melhores filmes que vi, nos últimos dias.

Bom fim de semana.

18/2/06 15:13  
Blogger Silvia Chueire said...

Tanto tempo sem vir por aqui. Que falha a minha, que falha... Mas desta vez li toda a página, ouvi as canções, vi as imagens, a excelência de tudo. Por último esta fotografia, comovedora, do filme. Eu volto. Logo.
Obrigada, lebre.

Um abraço,

Silvia Chueire

18/2/06 17:02  
Blogger lebredoarrozal said...

eu ainda estou um bocado perdida no filme..



eugênia, obrigada eu.

18/2/06 19:21  
Blogger viriasman said...

Tenho de ver esse filme. Sempre achei o Mark Knopfler um grande actor.

20/2/06 17:59  
Blogger lebredoarrozal said...

o mark knopfler? onde?

20/2/06 19:03  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home