#b-navbar { display: none; }

quinta-feira, janeiro 12, 2006

mais uma tradução caseira da lebre


Algumas mulheres casam-se com casas.
É outro tipo de pele, tem um coração,
uma boca, um fígado e movimento de entranhas.
As paredes são permanentes e cor-de-rosa.
Vejam como ela está ajoelhada o dia todo,
lavando-se fielmente de alto a baixo
Os homens entram à força, atraídos como Jonas
para as suas mães carnudas.
Uma mulher é a sua própria mãe
e isso é o mais importante.

Anne Sexton


Image hosted by Photobucket.com

6 Comments:

Blogger João Villalobos said...

O poema é muito bom mas "casam-se com casas" soa estranho...

12/1/06 14:47  
Blogger lebredoarrozal said...

achas? eu por acaso até gosto

12/1/06 17:50  
Blogger João Villalobos said...

Primeiro estranha-se, depois entranha-se...:)
É muito melhor do que "contraem matrimónio com edifícios de habitação" ;)

12/1/06 20:09  
Blogger RAA said...

Outro poema dela de que gostei muito.

12/1/06 23:13  
Blogger lebredoarrozal said...

a poesia da sexton entranha-se
eu ando completamente apaixonada pela poesia dela:)

13/1/06 00:39  
Anonymous Anónimo said...

E a imagem, mein Gott, a imagem!!!

TM, in mesmerized mode

13/1/06 01:14  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home