#b-navbar { display: none; }

terça-feira, dezembro 13, 2005

mais uma tradução "caseira" da lebre

O amor não é uma profissão
distinta ou não

o sexo não é cirurgia dentária
A obturação habilidosa de dores e cavidades

não és o meu médico
não és a minha cura

ninguém tem esse
poder, és apenas um companheiro/viajante

desiste desta preocupação médica,
abotoada, atenta

permite-te raiva
e permite-me a minha

que não precisa nem
da tua aprovação nem da tua surpresa

que não precisa de ser legalizada
que não é contra uma doença

mas contra ti,
o que não precisa de ser entendido

ou lavado ou cauterizado
que ao contrário precisa sim

de ser dito e dito.
Permite-me o tempo presente.


Margaret Atwood

Image hosted by Photobucket.com

4 Comments:

Blogger João Villalobos said...

Ó Lebre, as imagens aqui escohidas são sempre de uma beleza ímpar!!!

13/12/05 11:14  
Blogger lebredoarrozal said...

obrigada, eu adoro respigar fotos.

13/12/05 20:20  
Blogger margarete said...

essa imagem potencia brutalmente o poema!

13/12/05 21:48  
Blogger lebredoarrozal said...

obrigada :)

14/12/05 02:23  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home