#b-navbar { display: none; }

sexta-feira, setembro 23, 2005

Permanentemente


Um dia os Substantivos estavam apinhados na rua.
Passou um Adjectivo, com a sua morena beleza.
Os Substantivos ficaram impressionados, comovidos, mudados.
No dia seguinte apareceu um Verbo, e criou a Frase.

Cada Frase diz uma coisa - por exemplo: "Embora estivesse um dia escuro e
[chuvoso quando o Adjectivo passou, hei-de lembrar-me da pura e doce
[expressão do seu rosto até ao dia em que me desvaneça da verde e
[eficaz terra."
Ou: "Não te importas de fechar a janela, André?"
Ou, por exemplo: "Obrigado, o vaso cor de rosa com flores, no parapeito da janela,
[mudou recentemente de cor para um amarelo claro, devido ao calor da
[fábrica de caldeiras aqui perto."

Na primavera as Frases e os Substantivos estavam em silêncio deitados na relva.
Uma Conjunção solitária clamaria aqui e ali: "E! Mas!"
Mas o Adjectivo não surgiu.

Tal como o adjectivo está perdido na frase,
Assim eu estou perdido nos teus olhos, ouvidos, nariz e garganta
- Enfeitiçaste-me com um só beijo
Indestrutível
Até à destruição da linguagem.


Kenneth Koch


Image hosted by Photobucket.com

8 Comments:

Blogger RAA said...

Enfeitiçaste-me com uma interjeição...

23/9/05 00:20  
Blogger lebredoarrozal said...

Ah!...:)

23/9/05 00:42  
Blogger RAA said...

Oh!...;)

23/9/05 00:49  
Blogger lebredoarrozal said...

estamos quase a fazer uma roda de interjeições à volta das Frases e os Substantivos que se deitam na relva
hehehe

23/9/05 01:33  
Blogger Palmeira said...

O advérbio, embora apenas um observador distante, reportando, parece-me o mais emocionado.

23/9/05 12:51  
Blogger RAA said...

Quase, Lebre.

23/9/05 12:51  
Blogger hfm said...

Belo post!

23/9/05 17:17  
Anonymous lebredoarrozal said...

obrigada:)

23/9/05 22:44  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home