#b-navbar { display: none; }

quarta-feira, maio 18, 2005


xxxvi

tinhas realmente nome de mar
minha impossível metade mas
não tinha corpo nem alma para dar-te
Deus fez-me o reverso do que chamam homem
gosto de estátuas geladas e de antípodas
mas sabe que quando oiço o mar
peço para ti um verso que saiba tocar-te

pedro sena-lino



Image hosted by Photobucket.com

1 Comments:

Blogger nocturnidade said...

leio este poema aqui pela primeira vez, belíssimo

18/5/05 20:45  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home