#b-navbar { display: none; }

domingo, janeiro 16, 2005

O fim nocturno das coisas


As coisas são também as suas cores.
Quando vem a noite
elas misturam-se e nós
perdemo-las no escuro.

Só os sons secos e agudos
ou ainda outros
cortam o tempo
ou então o silêncio
de um até logo.


Maria Alexandra Dáskalos


0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home