#b-navbar { display: none; }

quarta-feira, novembro 03, 2004


Sou apenas uma sombra
à tona da água do dia
Sou apenas a dor
E o queixume do mundo
Sou apenas espinhos
E gritos entre as ruínas
Sou apenas a ferida
Aberta deste tempo
Sou apenas
Uma flauta soprada pelo vento

Anne Perrier



0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home