#b-navbar { display: none; }

sexta-feira, setembro 10, 2004

Canção

No mistério do Sem-Fim,
equilibra-se um planeta.

E, no planeta, um jardim,
e, no jardim, um canteiro;
no canteiro, uma violeta,
e, sobre ela, o dia inteiro,

entre o planeta e o Sem-Fim,
a asa de uma borboleta.


Cecília Meirelles



0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home