#b-navbar { display: none; }

terça-feira, julho 27, 2004

Para o João que me tem iluminado muitos dias
 
 
Os sonhos são a minha biografia

Na luz tépida, passa, bibelot abolido,
das inanes palavras o sentido
A confusão dos sonhos, só
é o destino
crepuscular desses perfis, o seu exílio

O som dos sonhos, inaudível, guia
no seu destino as palavras que fogem
A poesia aproxima-as
do coração da vida
que as destrói com a sua existência mais forte

 
Gastão Cruz


 

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home