#b-navbar { display: none; }

segunda-feira, março 22, 2004

OS TRONCOS DAS ÁRVORES

Os troncos das árvores doem-me como se fossem os meus ombros
Doem-me as ondas do mar como gargantas de cristal
Dói-me o luar como um pano branco que se rasga.

Sophia de Mello Breyner Andresen


0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home